Donkey Kong Country 3, DK Land 2, DK Land 3 – Pequenas Resenhas hoje

24 02 2009

donkey_kong_3_-_nazo_no_krems_shima_000001

Título Niponico: Super Donkey Kong 3
Título Mundial: Donkey Kong Country 3
Lançamento: 1996
Empresa: Nintendo / RARE
Para: Super Nintendo
Adaptação para: Game Boy Advanced

Funky arranjou esse mala pra te acompanhar

Funky arranjou esse mala pra te acompanhar

Em 1996 o Mega Drive estava fechando as portas, mas mesmo com o Nintendo 64 tentando aparecer a todo custo, o Super Nes ainda lançava títulos muito bons no mercado como Super Mario RPG, uma impressionante adaptação de Street Fighter Zero 2 e claro que não iriam esquecer de fechar a trilogia Donkey Kong country. O roteiro é aquela maravilha de sempre – dessa vez sequestraram o Donkey e o Diddy e a Dixie parte pro resgate fazendo amizade com um bebezão chamado Kiddy(odeio ele).
donkey_kong_3_-_nazo_no_krems_shima_00005

donkey_kong_3_-_nazo_no_krems_shima_00006

Mais do Mesmo: As novidades trazidas na terceira parte foram poucas. Basicamente só duas: Você pode andar livre pelo mapa pra achar bonus escondidos onde se deve libertar os pássaros banana(nonsense, mas interessante) e deve fazer trocas de itens e moedas com uns ursos que trabalham em cabines(desnecessario – odeio eles). Algumas mudanças ocorreram no visual dos inimigos, algumas de gosto duvidoso como as abelhas que ficaram robóticas. A moeda gigante DK que no DKC2 estava sempre escondida nos cenários aqui aparece de forma diferente: deve-se localizar um inimigo com escudo e o escudo é a moeda gigante. Derrote-o atacando com um barril de aço pelas costas pra ele derrubar a moeda. Já dos seus amigos animais o único que está nos 3 jogos é o peixe-espada, a aranha de tênis do DKC2 voltou neste também, mas em compensação inventaram outros animais sem graça como um elefante que é o rinoceronte piorado e um passarinho minusculo que voa acime de ti pegando itens. De resto o de sempre, jogabilidade rápida e precisa, fases com ambientes naturais realistas, trilha sonora altamente sinfônica, muitos bonus escondidos, truques e dessa vez pra fechar copletamente o jogo são 103%.

Atente para os truques do mapa

Atente para os truques do mapa

 

Ainda lembram como se faz o truqe natalino?

Ainda lembram como se faz o truque natalino?

Do a barrel roll

Do a barrel roll

Meu cenário favorito deste jogo

Meu cenário favorito deste jogo

Concluindo: Comparando os 3 jogos de DKC, este foi o que menos chamou atenção. O 1º. foi a revolução gráfica, o 2º. foi o melhor trabalho em todos os aspectos, este 3º. é só mais um complemento pros jogos anteriores. Não revoluciona, mas cumpre seu papel. ;D

No Game Boy Avançado: Quem acompanhou as resenhas anteriores já sabe que no Game Boy eles botam mais detalhes no cenário, mas não lidam bem com as cores. Aqui continua a mesma coisa, mas com um agravante, mecheram na trilha sonora e ficou muito pior. Dizem que só a musica da água ficou melhor mas eu nem joguei até porque não aguentei. E sim, eles continuaram mudando efeitos sonoros desnecessariamente.

Versão GBA e suas cores estranhas

Versão GBA e suas cores estranhas

Já no Game Boy Classico/Color…

Títulos: Donkey Kong Land 2 e 3
Lançamento: 1995 e 1996
Empresa: Nintendo / RARE

Anteriormente vimos que o 1º jogo da série Land era baseado no DKC1, mas com estruturas de cenários toscas e jogabilidade ruim. Bem quem quiser dar uma chance aos DKL2 e 3 pode ficar feliz em saber que os problemas anteriores foram resolvidos. Porém em DKL2 a trilha sonora chega a ficar chata de tão repetitiva que ficou. É baseada em cima das originais com arranjo típicos de 8 bits que ficaram até bons, mas acho que só consegui contar 5 músicas durante o jogo. A musica das fases de água chegou a tocar em 3 fases diferente seguidas, ficou torturante. Fico imaginando se eles botaram alguém pra jogar isso depois que terminaram o trabalho. Felizmente pra salvar a pátria, por incrível que pareça o terceiro, obviamente baseado no DKC3 ficou bem descente e jogavel. Assim como os anteriores as fases são baseadas na versão “grande”, mas a estrutura não tem nada haver. Esse realmente conseguiu explorar o máximo do velho hardware do Game Boy, até as musicas conseguiram colocar todas da versão do snes, quem tem um GB na coleção é um título que merece ser colecionado.

DKL2

DKL2

 

DKL3 - Esta versão ficou até legal

DKL3 - Esta versão ficou até legal

 

Kiddy e o Klap Trap

Kiddy e o Klap Trap

Publicidade