Thrilla’s Surfari – Quase um filme pornô

26 02 2009
Aprovado pela Ação Games

Aprovado pela Ação Games

Título: Thrilla’s Surfari
Lançamento: 1991
Empresa: LJN Toys e Town & Country Surf Desingns Hawaii
Sistema: Nes

Sentindo falta de jogos toscos esse mês? Tá aqui um pra matar a saudade de vocês. A tosqueira já começa pelo motivo de lançamento do jogo: Promover uma grife de surf… Ah cada uma viu, e eu achava que era exagero promover pizzarias na época do NES (TMNT 2 – Pizza Hut ; Yo Noid – Domino’s Pizza). Pelo menos os dois títulos das pizzarias eram mais legais que esse jogo dos surfistas.

O Macumbeiro

O Macumbeiro

O Símio RadicAAAAAAAAAAAUUUUU Gente Boa!

O Símio RadicAAAAAAAAAAAUUUUU Gente Boa!

A safada zoofila

A safada zoofila com seu bum de fora

O roteiro vagabundo: A impressão que me passa é que botaram alguém envolvido com filmes pornográficos pra escrever a historinha mediocre do jogo. Imaginem que um macumbeiro africano está fazendo um ritual pro Deus Wazula e pede em troca que ele lhe traga uma loiraça que anda 24 horas por dia com roupas de banho chamada Barbi Bikini(até o nome parece nome de atriz vagabunda). A garota em questão é adepta de sexo selvagem e zoofilia, tanto que namora um gorila chamado Thrilla. E o gorila em questão é um daqueles caras que só pensam em surf e skate(gorilas pensam?). Efetuado devidamente o sequestro da loira zoofila, o gorila parte para o resgate com seu Sk8, antes que o negão coma sua mulher. Agora me digam – Como esse jogo levou o famoso selo Nintendo de qualidade, e pior ainda, como a tal grife T&C aprovou associar sua marca num produto que fala de uma loira que namora um macaco?

Cheio de Gracinhas

Cheio de Gracinhas

URRÚÚÚÚÚÚÚÚ

URRÚÚÚÚÚÚÚÚ

HAHAHA! SE FERROU

HAHAHA! SE FERROU

O jogo: A única coisa que realmente ficou direitinha nesse jogo foram os gráficos(padrão NES é claro). Conseguiram fazer animações descentes no personagem, cheio de poses e gracinhas enquanto faz manobras, e os cenários até que estão bem detalhados. Mas todo o resto não funciona bem. Pra começar você passa o jogo todo em cima dum Skate ou duma prancha. A jogabilidade até que vai no caminho certo, o problema é que o cenário ficou tão ENTUPIDO de coisas pra desviar que dá uma sensação de claustrofobia, o que deveria ser de liberdade afinal você está andando de Skate/Surfando. Isso faz aumentar mais a dificuldade, sendo bewm hardcore, pois qualquer escorregãozinho de nada é morte do teu macaco. E muitas vezes ele morre mesmo é retalhado, ou se quebra todo. A trilha sonora é chata  e sem inspiração, mas pelo menos não fica PIANDO, porque os jogos de 8 bits(MASTER e NES) quando não tem soundtracks memoráveis tornam-se piados. Nunca tive paciência pra esse joguinho mas quem for arriscar, vale pelo típico desafio HARDCORE de 8bits, se alguém terminar favor registrar nos comentários deste blog se a loira dá pro gorila no final.

Alguma semelhança entre esse jogo e essa fase do Battletoads?

Alguma semelhança entre esse jogo e essa fase do Battletoads?

 

Prefiro não comentar

Prefiro não comentar

Publicidade