Bugs Bunny Double Trouble – Acabaram com o coelho

11 03 2009
Dormindo como deve ser...

Dormindo como deve ser...

Título: Bugs Bunny Double Trouble
Lançamento: 1996
Empresa: Probe
Sistema: Mega Drive

Olha que beleza ele fez de propósito pra combinar com a resenha anterior. Fuck YEAH!

1996 era final de Mega Drive, e ao invés de fecharem com chave de ouro foi um ano paupérrimo de qualidade pro console. Tudo porque a SEGA acreditava que Sega Saturn ia arrebentar a boca do balão. Tomaram bem lá dentro… Agora o que esperar de um jogo do Pernacurta feita por uma empresa que não faz nada que preste chamada PROBE… Um jogo bem PROBE, com certeza.

Se o jogo do Gaguinho era um joguinho de plataforma genérico só mais um na multidão, Bugs Bunny Double Trouble(título clichê ao extremo, no mesmo o Snes teve Donkey Kong com o mesmo subtítulo) já se encaixa como merda completa. A merda já começa na abertura do jogo onde tem um desenho do Bugs muito feio com cores muito mal escolhidas. Seguindo pra cutscene da historinha, vem algo que eu não consegui entender: 

bugs-bunny-in-double-trouble-4-003

 O Bugs aparece dormindo, e quando está sonhando aparece o Sam(Eufrasino) vestido de bruxo dizendo que o soro funcionou e do nada o Sam de novo vestido de cientista(Tudo haver! O Looney Tune mais ignorante vestido de cientista) dizendo que quer o cérebro do Bugs pra colocar no monstro dele que é aquele monstro de sempre, grandalhão, peludo e sem braços. Sem nenhum motivo aparente Bugs meche numa máquina e a partir daí você escolhe entre duas fases que tentam simular (sem sucesso) episódios dos desenhos. O 1º é uma caçada do Elmer atrás de Daffy e Bugs e o segundo o episódio da tourada. O que eu vi depois meus amigos foi algo tão ruim que sequer terminei as fases. A começar os desenhos dos personagens são feios, o coelho parece que está com a cabeça amassada, assim como outros sprites esquisitos dos personagens. Indo para o controle, parece que tem manteiga nos pés de tão lisa que é a jogabilidade. O esquema das fases não ajuda, além de uma estrutura horrível, os objetivos são bestas. Na fase da caçada, o Patolino corre pra todo o lado de forma irritante e você tem que atrair pra ele passar por todas as placas da fase antes que o tempo acabe e o Elmer chegue. Mais chato impossível.

Pato trouxa enche o saco!

Pato trouxa enche o saco!

Olha como os personagens estão feios. Pernalonga com cabeça Cearense

Olha como os personagens estão feios. Pernalonga com cabeça Cearense

Tem a tourada nonsense onde deve se levar um coice do touro pra pegar uma dinamite no céu e fazer um buraco pra no subsolo preparar pra atacar… não, não já deu! Manchar o nome do personagem é pouco. Ah podem escutar a trilha sonora no volume máximo também, que os caras capricharam… NA BOSTA! Pior que a trilha sonora do Gaguinho do Snes! Só posso concluir que os caras que fizeram esse jogo queriam fazer uma imitação do jogo do Pernalonga do Super Nintendo onde as fases são feitas em cima dos episódios. O jogo do Snes não é brilhante, mas é muito melhor que essa porkaria PROBE!

La tourada

La tourada

Terrorista atacando

Terrorista atacando

Anúncios

Ações

Information

3 responses

11 03 2009
César

Aah!! Já joguei este quando pequeno!! D:

12 03 2009
Vectorman

Eu gosto do jogo… Deve ser por causa da nostalgia e por que gosto dos desenhos

26 12 2009
sora

snes da 10 a 0 nessa versão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: