Altered Beast Guardian of Realms – O Retorno do Clássico Gay

29 05 2009

Altered Beast

Título: Altered Beast Guardian of Realms
Produção da 3d6 games, distribuído pela THQ e licenciado pela SEGA.
Para: Game Boy Advanced
Em: 2002

Antes: Saudemos felizes o arcade.

Antes: Saudemos felizes o arcade.

 

Conhecida versão super facilitada para manetas, que vinha junto do Mega Drive

Conhecida versão super facilitada para manetas, que vinha junto do Mega Drive

 

Saíram outras versões ainda mais inferiores em diversos sistemas como esta de Master System

Saíram outras versões ainda mais inferiores em diversos sistemas como esta de Master System

Quem tem a maior parcela de responsabilidade por botar uma porcaria no mercado? A SEGA que licenciou a marca, a THQ que acreditou no potencial ou essa desconhecida 3d6 que produziu? O fato é que quando o GBA era novidade essa tal 3d6 em associação com a THQ conseguiram convencer que eles poderiam trazer de volta títulos clássicos que estavam no baú da SEGA. O resultado foram os lamentáveis Revenge of the Shinobi e este Altered Beast Guardian of the Realms.

Frase clássica do primeiro jogo usado na historinha feia

Frase clássica do primeiro jogo usado na historinha feia

Esse “novo Altered” não chega a ser tão ruim quanto o novo Shinobi, mas ainda assim é um jogo altamente enjoado… e trash… não que o original não seja, mas na época do original ele era considerado um jogo com bons gráficos e cheio de vozes(coisa importante antigamente) AAAAU!.

Esses zumbis não me convenceram parecem mais ALIENS

Esses zumbis não me convenceram parecem mais ALIENS

O visual cuecão fisiculturista do original deu lugar a um grego clássico estilo Hércules, assim como a ambientação que originalmente eram lugares sombrios como cemitérios, pântanos e cavernas sem identificação, agora se passam em cidades clássicas da Grécia com toda aquela arquitetura típica.

Alguns elementos do jogo original permaneceram como a tela que se desloca sozinha, inimigos vindo ou brotando de todos os lados e jutando 3 esferas você vira uma criatura, e aí começam a ocorrer os problemas.

Altered Beast4

O fato da tela se deslocar como antigamente, apersar do fator fidelidade e nostalgia, deixa o jogo muito lento e com cara de ultrapassado, sendo que é um problema maior porque as fases do jogo original demoravam cerca de 5 pra terminar, e neste demoram muito ao ponto de você ficar enjoado se perguntando quando a porcaria dessa fase termina. A questão de juntar esferas é a mesma coisa, uma para ficar forte, 2 pra ficar Arnold, 3 pra virar bicho(a). Eles poderiam tentar radicalizar e fazer um lobisomem com visual mais animal e grotesco e babão, mas o visual ficou mais pra bicho de pelúcia como podem ver nesta foto.

Olha o naipe do Lobo Home que eles nos oferecem

Olha o naipe do Lobo Home que eles nos oferecem

E se no original temos uma trilha sonora marcante, neste só vamos encontrar músicas genéricas sem a menor das inspirações, deviam ao menos repetir alguma melodia como a clássica da transformação.

Altered Beast6

Se quiserem arriscar boa sorte, mas esse jogo está mais pra ALTAMENTE BESTA do que ALTERED BEAST.





Mario`s Time Machine – Um dos maiores desastres da carreira do Super Mario.

26 05 2009

Não resisti e tive que colocar mais uma bomba do mês nesse jogo, agora são duas bombas num só mês ;p. Também quem mandou licenciar o nome pra Software Toolworks?! Eles devem ter achado maravilhosa a idéia “É EDUCATIVO! UM TITULO EDUCATIVO” BAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

Mario’s  Time Machine
Softhouse: Software Toolworks licenciada pelo Nintendo
Pra: Super Nes e Nes
Em: 1994
Como posso vos explicar esta praga que veio em duas versões diferentes. Porra com tanta coisa boa relacionada a viagens no tempo como os filmes de Back to The Future, ou o jogo Chrono Trigger, eles me vêm com um joguinho educativo fajuto sobre historia mundial estrelado pelo encanador matador de répteis… Mas enfim as duas versões são bem diferentes mas também são igualmente podres vamos fazer análises separadas das duas versões:

Na porta do museu o Sprite colado do Super Mario Bros. 3

Na porta do museu o Sprite colado do Super Mario Bros. 3

NES – Mario e Yoshi estavam a passear e encontram o Museu do Bowser(?!). O curioso dino entra no museu e Bowser o prende na catacumbas e Mario parte pra o resgate. E aí? Aí já não faz sentido nenhum, tu aparece no tal museu com várias portas. Não importa a porta que tu entre sempre vai parar no mesmo cenário que é baseado no arcade original “Mario Bros.” (atentem que eu não estou falando de Super Mario Bros.) Nesta tela tu deves matar 3 tartarugas acertando-as por baixo das plataformas. elas deixarão então um item qualquer relacionados a fatos históricos (exemplo: Maçã para a descoberta da gravidade por Isaac Newton) Então você vai pro cano do meio que é uma máquina do tempo e seleciona o ano que tu queres ir e olha que não são poucos.

Tela do museu. Porque ele teria fotos do Yoshi e do DK Jr.?

Tela do museu. Porque ele teria fotos do Yoshi e do DK Jr.?

 

Tela baseada no Mario Bros.

Tela baseada no Mario Bros.

Então serás levado para um cenario relacionado ao ano como Prehistoria, Grécia Aantiga, Inglaterra medieval, Laboratório de Albert Einstein e até o Muro de Berlim. Os cenários são bem curtos e tem alguns inimigos como hammer bros. tartarugas e plantas mas eles não te matam nunca. Se você levar o item pra uma época errada vem um pássaro puto e leva o item embora e você deve começar a caçada de novo. Faça isso até devolver todos os itens.

Fase n odeserto... mas você nunca morre nesse jogo.

Fase n odeserto... mas você nunca morre nesse jogo.

Animou-se? Ainda não? Pois saiba que a música do jogo é das mais insuportáveis que eu já escutei no NES.

SUPER NES – Aqui a coisa complica… Definindo o jogo com uma palavra: Nojo! Ou talvez Abominação! O jogo tem desenhos toskalhões de tão mal feitos, é desorganizado e muito mais chato.

Desenhos horrendos.

Desenhos horrendos.

O objetivo é devolver os itens historicos pros seus fatos como por exemplo a nona sinfonia de beethoven e a maçã que caiu na cabeça de Newton. O problema é que não dá pra entender o que se deve fazer nesse jogo. Primeiro tu escolhe um item. Apertando o R você responde um teste de multipla escolha sobre o assunto do item. É isso mesmo o VESTIBULAR DO MARIO GENTE BOA! QUANTA DIVERSÃO! Aí tu liga a máquina do tempo com o L que não faz sentido algum porque tu podes escolher qualquer ano mas so viaja pra alguns mas se não quiser ir pelos numeros é so escolher a localidade na parte de cima da máquina.

Os itens...

Os itens...

 

ZZZZZzzzzZZZZZz

ZZZZZzzzzZZZZZz

Então tu és jogado numa fase chulé onde o Mario sai surfando caçando cogumelos desviando de redemoinhos e espinhos. Eu peguei todos os cogumelos e não me adiantou nada! Que merda o jogo não mostra nada que você deve fazer! 

A fase chulé de Surf

A fase chulé de Surf

Pra PQP quem teve a pior idéia possivel pra um jogo do MARIO!





The Simpsons – Bartman Meets Radioactive Man

23 05 2009

Simpsons - Bartman Meets Radioactive Man, The (U)_03dg

Título: The Simpsons – Bartman Meets Radioactive Man
Produção da Acclaim
Para: Nes
Em: 1992 (92 de novo? 92 foi o ano das continuações cretinas?)

Pra quem não sabe esta é a terceira e ultima aventura da trilogia Simpsons do Nes que consistem em Bart vs Space Mutants, Bart vs the World, e este Bartman Meets Radioactive Man.

Antes: O legal mesmo foi pichar, roubar, estourar e quebrar com o Bart contra os Mutantes do Espaço

Antes: O legal mesmo foi pichar, roubar, estourar e quebrar com o Bart contra os Mutantes do Espaço

O primeiro foi um grande jogo cheio de desafios e itens e passagens secretas e foi lendário com milhares e milhares de revistas divulgando o quão difícil foi descobrir o truque pra derrotar um certo chefão dinossauro, chegou até a aparecer no Globo Repórter sobre videogames. Depois vieram adaptações de Master, Mega e PC deste joguinho, e ficaram todas horríveis, apesar da melhoria gráfica, a jogabilidade foi bastante piorada e inexplicavelmente vários truques e passagens secretas legais do original foram removidos sem nenhum bom motivo. A segunda versão teve lá seu destaque, mas nada comparado ao primeiro. Já no terceiro erraram a mão de vez e fizeram um jogo lamentável de tão ruim.

O jogo feio

O jogo feio

O roteiro do jogo não tem nada haver com Simpsons, onde Bart tem que salvar seu super herói favorito dos quadrinhos o Homem Radioativo(?!), que foi preso numa outra dimensão por um super vilão. O ridículo parceiro do Radioativo vem pedir ajuda do Bart porque senão o vilão iria jogá-lo na outra dimensão também. Agora eu te pergunto… E ele não pode jogar o Bart também?! Bah, vão se fuder!

O Robin pede ajuda

O Robin pede ajuda

Essencialmente o jogo ainda mantém o engine e boa parte dos sprites de animação dos anteriores, mas a jogabilidade ficou pesada. Como conseguiram tal feito?  Sei lá, talvez porque incluíram nessa versão um botão pra dar soquinhos e chutes, misturando ao fato do botão de pular e correr serem os mesmos botões, os programadores ficaram confusos no que fazer e acabaram lascando o jogo de vez. Pra completar as fases são totalmente sem inspiração e fazem de tudo pra você desligar o console. Os jogos anteriores não tinham fama de fácil, mas ao menos tinham vários checkpoints pra você não enjoar, o que não acontece em Bartman Meets…, Após morrer 3 vezes quando já tinha andado mais da metade da fase e fui obrigado a retornar ao início, não agüentei jogar mais tamanha bomba. Ah, a trilha sonora também é chata como todo o resto, incrivelmente tosca.

Você pode não ter reparado mas ele está soltando raios dos olhos.

Você pode não ter reparado mas ele está soltando raios dos olhos.

 

Cachorro cretino

Cachorro cretino





Ninja Gaiden Mega Drive – Jogue com Hayabusa Bebum! gAIDENTO!

19 05 2009

Ninja Gaiden (JUE) [x]000

Título: Ninja Gaiden
Produção da Tecmo
Para: Mega Drive
Em: 1992

Aê crianças é hora de queeeee?!

A BOMBA!
LA BUEMBA!
D’A BOMB!
THE BOMB!
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA BOOOOOOMBAAAAAAA!

DO MÊSSSSSSSSSSSSS!

Estrelando Ryu Hayabusa.

QUIUPARIU!!! Mais um horrendo jogo de 1992 e no mesmo sistema, o Brega Drive!(Veja Rastan Saga 2)

Faço logo de cara uma teoria conspiratória: Será que a SEGA queria queimar a imagem dos sucessos do Nes adptando eles ridícula e horrivelmente? Conte os jogos marcantes de Nes que foram piorados no Mega Drive: Mega Man 1/ 2 / 3, Battletoads, Simpsons Bart vs Space Mutants, Batman Revenge of Jocker… e claro Ninja Gaiden. Talvez eles quiseram piorar pra quem não conhecia os do Nes não se interessar pelo console. “Olha o sucesso deles é o Ninja Gaiden, joguem o nosso Shinobi que é muito melhor”, eles deviam pensar…. Claro é só minha teoria… ;p

O fato é que Ninja Gaiden foi reduzido ao pior Beat’n’Up (estilo Final Fight) do Mega. Você não leu errado, o jogo de plataforma/ação virouum Beat’n’up dos mais vagabundos.

Cutscenes não valem a pena também

Cutscenes não valem a pena também

Ninja Gaiden ficou bastante conhecido no Nes devido a narrativa cinematográfica das cutscenes do jogo que foi o precursor dos famosos videos em CG dos jogos de hoje. Essa versãozinha do Mega ainda conta com cutscenes, mas estranhamente são muito, repito: MUITO, inferiores a trilogia do 8 bits.

Esse problema não seria tão importante assim se ao iniciar o jogo você se deparasse com um estilo completamente diferente.

Quer merda, virou Beat'n'Up

Que merda, virou Beat'n'Up

O pior ainda ao andar você perceberá que seu Ninja não consegue andar numa linha reta, o que me faz concluir que seu Ninja está completamente embriagado. Falando sério, a jogabilidade é muitop porca, não sei como ou porque, mas o Ninja não anda direito. Sem que você queria ele estará andando pras diagonais… IMUNDO! Os quadros de animações dele também são feias o que mostra um baixo investimento financeiro no jogo.

Baitolagem?!

Baitolagem?!

Os golpes são poucos e repetitivos, assim como os golpes dos inimigos. Há um golpe especial limitado que eu esperava ser um Ninjutsu ou Shurikens, mas não passa de uma “tesoura” semelhante a do Scorpion do Mortal Kombat. O que me faz lembrar, durante o pouco que joguei (3 fases) não vi o Hayabusa sequer jogar shurikens, só na tela de abertura. Já deu né?

Momento Mazquista na ponte com um gorrrrrdo

Momento mazoquista na ponte com um gorrrrrdo

 

Olhem a falta de noção desse inimigo. No mais há também essas ninjas de biquini (?!?!)

Olhem a falta de noção desse inimigo. No mais há também essas ninjas de biquini (?!?!)

Esse Ninja Gaiden não vale o chip que foi gravado. Que tal procurarmos o paradeiro dos programadores responsáveis e o diretor do jogo pra armar uma vingaça por terem destruído o clássico dos clássicos ninja? Comentem sugestões para a vingança ;p

O Dr. Octopus virou lutador de sumô fraldudo

O Dr. Octopus virou lutador de sumô fraldudo





Mortal Kombat Master System – O que faz a mistura de ganancia com falta de noção

16 05 2009

To doente gripadão, aqui vai uma resenha menor de um jogo que não é continuação nem spin off, mas dá um belo antes e depois.

Mortal Kombat000

Título: Mortal Kombat
Produção da Probe / Midway
Para: Master System
Em: 1993

Gruuuuuuuuuuu

Gruuuuuuuuuuu

Sim uma adaptação falida e descarada. Em 1993 Japão e USA não sabiam mais o que era Master System, mas os mongos do Brasil e alguns países da Europa ainda fabricavam, e no auge do sucesso do arcade Mortal Kombat vieram conversões pra tudo que é sistema que desse sinal de vida(fizeram essa porra até no Game Boy classico, credo!). Se eles tivessem o mínimo de noção iriam perceber que adaptar um arcade mais complexo(na época era ;p) pra um videogame com tecnologia dos anos 80 era uma mongolice. Mas foi dito e feito Mortal Kombat pra Master System. Quem gosta do arcade clássico pode chorar, se no original já eram poucos personagens(só 7), o Kano foi mandado embora.

Kano não aceitou se r rebaixado  e não participou do jogo

Kano não aceitou se r rebaixado e não participou do jogo

"CALABOCAAAAAAA"

"CALABOCAAAAAAA"

Dos cenários só sobraram 2 The Pit e Goro’s Lair. As músicas nunca pareceram tão repetitivas. Mas o pior trabalho mesmo foi feito em cima da jogabilidade. Quem já jogou no Super Nes viu como era jogar Mortal Kombat com a jogabilidade piorada(e sem sangue), mas aqui conseguiram deixar ainda pior. São apenas dois botões e pra poder defender tem que se segurar pra trás e o botão de soco, horrível. E como seria de se esperar os quadros de animação foram totalmente picotados, acho que até o Altered Beast de Master System tem sprites com mais ANIMASSÁUUUU! O pior era ver os pobrinhos donos de Master System se matando pra reservar essa merda nas locadoras, pobres diabos morrendo de inveja de quem tinha Mega Drive que teve um Mortal Kombat questionável, mas era o único que tinha sangue e uma jogabilidade melhorzinha, e é claro, todos os personagens. Bem é possível adicionar o sangue nessa versão do Master, não que melhore alguma coisa…

Ela ainda exibe a bunda

Ela ainda exibe a bunda

E ele ainda congla a bunda dela

E ele ainda congla a bunda dela

Fatal sim rei marinho

Fatal sim rei marinho

"João do Queijo"  Úins

"João do Queijo" Úins

 

O pior que os caras voltaram a atacar depois adaptando Mortal Kombat 2(que melhorou um pouco) e o 3 que foi uma das maiores bombas de todos os tempos.(se o arcade já é ruim, imagina no Master)





Ikari Warriors 2 – Victory Road – Feito por idiotas para idiotas

14 05 2009
The Loser Road

The Loser Road

Título: Ikari Warriors 2 – Victory Road
Produção da SNK
Para: Nes
Em: 1988

Pensei em dar o título de bomba do mês pra essa vagabundagem em forma de jogo, mas seria dar muita moral pra um lixo atômico desses. Ikari Warriors 1(o arcade) é um clássico jogo de guerra que mostrava os guerrilheiros Ralf e Clark caindo no território inimigo e encarando todo o exército sozinhos. Ganhou uma versão em camera lenta no mesmo Nes, e depois… continuação tosca.

ANTES:Toda a beleza do arcade original.

ANTES:Toda a beleza do arcade original.

Já começa pelo roteiro, imaginem que Ralf e Clark após o sucesso no final pro 1º jogo estavam viajando e caíram numa misteriosa tempestade e… Oh! Fizeram contato com Aliens! E mais, uma velha alien pede que eles ajudem a salvar seu planeta. Mas é muita cara de pau desses viados da SNK. O jogo de guerra virou um Sci-fi dos mais trash vagabundos.

Ikari Warriors 2 - Victory Road (U)_02

Sei.... conta outra

Sei.... conta outra

Antes fosse só esse o problema, pois Ikari Warriors 2 continua um jogo lerdo, jogabilidade duvidosa, gráficos horrendos com uma palheta de cores do pior gosto possível e uma musiquinha torturante. Pra vocês terem idéia de como é lerdo esse jogo, a cutscene da abertura demora uns 10 minutos, não porque a cena é grande, mas porque aparecem 1 letra a cada segundo, não dá pra acelerar o texto e ainda se a cutscene começou você não pode “pular” ela a não ser que dê reset no videogame. A única novidade que essa porcaria trouxe foi uma tela confusa onde pode se escolher qual arma quer usar apertando select. Se for fazer um top com os piores jogos do Nes esse tá no meio com certeza.

Belíssimas cores

Belíssimas cores

Wow quase embolotei! Ah isso é entrada pra fase de Bonus

Wow quase embolotei! Ah isso é entrada pra fase de Bonus

O Bonus é esse Tiro ao Alvaro de merda

O Bonus é esse Tiro ao Alvaro de merda

A única novidade é essa tela de seleção de armas.

A única novidade é essa tela de seleção de armas.

Que raio de inimigo é esse

Que raio de inimigo é esse





Rastan Saga 2 – Matando um clássico com um pé na baitolagem.

11 05 2009

Título: Rastan Saga  2
Produção da Taito
Para: Mega Drive
Em: 1991

Rastan Saga 2 (U) [!]000

Porra Taito vocês não costumavam vacilar assim. A versão anterior “Rastan Saga” é um arcade clássico que ganhou uma boa notoriedade no Master System também. O primeiro rsatan chegou a ter até a música da fase 1 orquestrada na abertura do Video Games Live.

ANTES - Toda glória do arcade original...

ANTES - Toda glória do arcade original...

... e a adaptação para Master System.

... e a adaptação para Master System.

Chega então em 1991 a mesma Taito põe uma continuaçãozinha mixuruca no Mega Drive. O teu bárbaro cuecão de couro ganhou um sprite maior, mas infelizmente isso não é uma vantagem. Ele muitas vezes parece desproporcional ao cenário e os quadros de animação são paupérrimos minha gente. A posição dele andando parece que está todo K-H-DO! BLEARGH!!!  O homem anda todo espremido ridiculamente.

Enfrente a caveira que tem cabelos

Enfrente a caveira que tem cabelos

Esse inimigo me lembra esse cara do video

Esse inimigo me lembra esse cara...

Os inimigos também não tem quadros de animação que se aproveitem e no geral parecem muito TRASH. Os cenários também são feios, até a versão do Master System tem cenários mais interessantes. Resumindo, não houve o menor investimento em gráficos. Incrivelmente a jogabilidade está muito ruim, o personagem é pesado e quando pula as vezes dá impressão que está flutuando… Não entendo essas coisas eles tinham uma versão anterior com a jogabilidade melhor e não reaproveitaram. Isso atrapalha muito principalmente em cenas como esta:

 

 

Se pegou o caminho de cima fica chato descer porque não pode voltar e seu pulo é horrendo. Falta de bom senso.

Se pegou o caminho de cima fica chato descer porque não pode voltar e seu pulo é horrendo. Falta de bom senso.

A trilha sonora também não é grande coisa, parece não ter inspiração nenhuma, a musica de batalha contr aos chefes nem sequer combina. Talvez se eles tivessem investido melhor nesta série ela estivesse gerando novas versões, quem sabe até com outros personagens além do bárbaro cuecão, mas parou por aqui e com um segundo arcade nada haver de beat’n’up. Pelo menos a versão original é sempre lembrada.

 

 

 

 

Atacando com garrinhas Wolverinianas. Que inimigo é esse?!

Atacando com garrinhas Wolverinianas. Que inimigo é esse?!

Mas só tem Caveira nesse jogo. Enfrente o Caveira de Boi Feiticeiro

Só tem caveira nesse jogo. Enfrente o caveira de boi feiticeiro.

Caveiras de micos.

Caveiras de micos.

Se perdes uma vida teu destino será ser uma Caveira de cueca e botas.

Se perdeu uma vida, teu destino vais virar o caveira de cueca e botas.

contemple o chefe, uma Caveira Bruxa Alien.

Contemple o chefe: A Caveira Bruxa Alien.