Darkwing Duck – O herói de Patópolis quase virou Megaman

12 06 2009

Darkwing Duck 1

Título: Darkwing Duck
Sistema: Nes
Em: 1992
by Capcom

“Eu sou o Terror que voa na noite!”

Vocês achavam que os jogos da Disney Capcom traziam boas lembraças dos Megamans? Pois preparem-se, porque o jogo desta resenha foi feito praticamente com mesmo engine do Megaman. De fato fizeram até uma versão pirata substituindo o pato herói pelo Megaman. É amigosssssss Megaman contra os patos do malllllllll.

Roteiro: Darkwing Duck é um tipo de Batman de Patópolis, conta com oseu fiel escudeiro o ex Duck Tale, ex piloto do Tio Patinhas Capitão Boing.

Capitão Boinhonhoim é o piloto

Capitão Boinhonhoim é o piloto

Um mafioso chamdo Bico de Aço soltou os super vilões de Patópolis dentre eles como Patoringa(Quackerjack), Wereduck, Moriat, e Megavolt. Cabe a você acabar com os vilões e invadir o quartel general do Bico de Aço pra ficar de cara com o próprio.

Atire no meio do nada pra revelar os bonus stages

Atire no meio do nada pra revelar os bonus stages

 

Olha a cara do Jacaré Lelé

Olha a cara do Jacaré Lelé

El Game: São 7 fases, sendo que a princípio é possível escolher 3: A ponte, a cidade e o esgoto, cada um com seu vilão guardião. Após estas surgem a floresta, o porto e a torre. Por fim a fase do Bico de Aço. Os comandos são A para pular, B para atirar, cima pra defender tiros e baixo para abaixar. Com SELECT é possível trocar da arma básica infinita pra uma arma sub-arma finita, sendo a flecha pode te ajudar a alcançar plataformas mais altas. Mas diferente do Megaman, as sub-armas são itens que você recolhe no caminho.

Uaí sou Sirius? Quacker Jack vai ficar fugindo pelas plataformas, mas tenha muita atenção ao baixinho das bananas

Uaí sou Sirius? Quacker Jack vai ficar fugindo pelas plataformas, mas tenha muita atenção ao baixinho das bananas

 

Darkwing aprende a voar com seu professor de balão. Abaixo a tartaruga mais chata de todos os tempos.

Darkwing aprende a voar com seu professor de balão. Abaixo a tartaruga mais chata de todos os tempos.

 

Wereduck só sofre dano quando não vira monstro.

Wereduck só sofre dano quando não vira monstro.

 

Fase phoda!

Fase phoda!

No geral este game é bem decente, trazendo ótimos gráficos(de 8 bits) bem variados e coloridos, aquela boa jogabilidade da Capcom, com desafio na medida certa(em certos momentos chega até ser difícil), fases Megaman Wanna Be, com direito a paradinha de tela e tudo mais, e um ótimo jazz and blues pra robozinho azul nenhum botar defeito(quem ainda usa essa expressão ;p).

Considero este e Duck Tales os melhores jogos da dobradinha Disney Capcom.

Tradição do 8 bits - Inimigos aves chatos. Essa não é a fase do Napalm Man?

Tradição do 8 bits - Inimigos aves chatos. Essa não é a fase do Napalm Man?

Publicidade




Adventures in the Magic Kingdom – Versão falida da atração.

12 06 2009

 

Adventures in the Magic Kingdom 1

Título: Adventures in the Magic Kingdom
Sistema: Nes
Em: 1991
by Capcom

Antes de começar, uma curiosidade,,as imagens dessa resenha foram todas feitas diretamente do meu Nintendo Wii(pelo FCEULTRAGX), não é legal? HEIM HEIM HEIM!

Eu não gosto de resenhar jogos que eu não conheço muito bem, no caso esse, conheci recentemente apesar de ter quase 20 anos. Então comecei a jogar pra  descobrir qual era dessa simulação a uma visita da atração Magic Kingdom, no Parque Disney World. Acabei descobrindo que a dobradinha Disney Capcom no Nes também tem um grande FAIL!

Pateta pergunta o nome do Cowgayzinho.

Pateta pergunta o nome do Cowgayzinho.

Roteiro: A famosa parada da Disney vai começar e Mickey precisa das chaves pra abrir o portão pra iniciar, chaves estas que estavam com o Pateta. Claro que ele perdeu e o rato preguiçoso pede pra você, no papel de um moleque cowboy andar pelas atrações do Magic Kingdom procurando pelas malditas chaves.

Na minha versão suja seria assim: Mickey é um maldito sodomita e precisa das chaves do seu prostíbulo. No papel de um cowboy viado do filme Brookback Mountain, você deve achar chaves de formato anatômico pra enfiar no rabo dele. FIM!

Mapa pouco frequentado da atração

Mapa pouco frequentado da atração

A tela inicial é um mapinha estilo RPG antigo, onde você vê as atrações do parque(a maioria inacessível) e alguns poucos moleques pelo cenário (as atrações da DIsney não costumam ser sempre lotadas?). Uma das chaves que você deve pegar está pelo mapa, para conseguir converse com os moleques. Eles vão te fazer perguntas sobre a Disney como “qual o nome do primeiro desenho do Mickey” ou “Quem são os líderes dos Rescue Rangers”. Depois eles ficam te mandando de um lado pro outro do mapa até você ahcar a maldita chave. Meio chato.

Space Mountain já foi mais divertida

Space Mountain já foi mais divertida

Já entrando nas fases você vai perceber que o jogo poderia ter dado certo se as idéias fossem bem utilisadas. Uma coisa legal, que são fases bem variadas, vão de fases estilo plataforma, de carrinho imitando o clássico Bump’n’Jump, de nave e também uma fase de carrinho de mina vista por cima. Cada uma delas baseado numa das partes do Magic Kingdom.

Bump`n`Jump ficaria ofendido com isso

Bump`n`Jump ficaria ofendido com isso

O problema é que praticamente todas elas são mau estruturadas e sem recursos, especialmente as de plataforma. Numa delas, baseada no Piratas do Caribe você está indefeso contra os piratas e com apenas 3 golpes volta a fase toda. Na da Mansão Assombrada eles deram um tirinho pro personagem, que deve ser usado com cuidado ou ele acaba, mesmo assim a fase é grande e você está muito vulnerável e pronto pra voltar pro inicio a qualquer momento.

Essa fase da mansão foi a que eu aguentei por mais tempo

Essa fase da mansão foi a que eu aguentei por mais tempo

 

Olha o naipe dos piratas do Caribe

Olha o naipe dos piratas do Caribe

A jogabilidade é um tanto pesada o que atrapalha mais nas fases de carrinho de minas e na imitação do Bump’n’Jump. A Space Mountain até que não é tão dificil mas é sonolenta de chata, sendo praticamente uma sequência de comandos aparecendo na tela para guiar sua nave. Como deu pra perceber o Magic Kingdom virtual não é tão legal assim, aliás nem vale a pena visitar esta porcaria de novo. A trilha sonora também não é grande coisa, diferente das produções da Capcom anteriormente mencionadas.  Porque? Sei lá, talvez eles sabiam que simular o famoso parque objeto de desejo das crianças ia vender de qualquer maneira, aí mandaram o projeto pra um bando de progrmadores retardados pra fazer.

Cadê o Indiana quando se precisa dele?!

Cadê o Indiana quando se precisa dele?!

Merece a destruição por ser um projeto de jogo que no papel daria certo e na pratica é uma merrrrda!