Scribblenauts – Um jogo daqueles que não se vê as horas passar.

15 09 2009

Produzido por: Warner Bros. & 5th Level

Um investimento da Warner Bros. em videogames que deu certo?! Bem, pra tudo tem uma primeira vez.

Antes de ir direto ao jogo, vamos exaltar primeiro um dos muito méritos do Nintendo DS – A ressureição do jogo de raciocínio – ignorado pelas últimas gerações de videogames.

Mas o que aconteceu no DS não foi apenas uma ressureição do estilo: os jogos de raciocinio voltaram ao topo dos mais vendidos e lembrados pelos jogadores, se reinventaram(usando muito a ajuda do touch screen), ganharam de novo status de grandes hits.

Dentre os destaques de raciocinio que brilham muito no DS estão Professor Layton, que chegou a sua segunda aventura a cerca de 1 mês(mas no Japão já está quase saindo a quarta, e pasmem – um longa metragem de animação nos cinemas!); Prism Light the Way, usando leis da física pra criar quebra cabeças; Neves, um jogo extremamente simples e praticamente sem investimento em graficos que sempre é lembrado entre os jogos de raciocinio para DS; e novas versões dos veteranos Bust a Move, Tetris, Puyo Puyo, Arkanoid…

Hapinesssss

Hapinesssss

E agora venho por meio deste, vos apresentar o mais novo integrante da família dos jogos de raciocínio viciantes: o recém-lançado Scribblenauts.

Antes do seu lançamento, foi amplamente divulgado por blogs, revistas e pelos próprios produtores.

A primeira impressão que Scribblenauts pode passar é de ser um jogo de plataforma com personagens idiotas. Mas apesar de seguir o esquema de deslocamento horizontal tradicional, os elementos de plataforma ficam por aí. Seu personagem feliz tem um caderno mágico que ao escrever qualquer coisa, esta ganha vida. Logo de cara você será avisado que não adianta vir com gracinhas de usar palavras ofensivas ou marcas licenciadas. Esquece, não vai funcionar, como se alguém esperasse que viesse a funcionar.

"We dont need no education"

"We dont need no education"

Tirando os itens que mencionei, você vai encontrar todo um número tão grande de porcarias pra interagir com esse caderno que chega a ser absurdamente infinito as opções de jogo. Obviamente, se você escrever algo como “LEÃO”, “MONSTRO”, “TUBARÃO”, ou qualquer coisa que venha a ser agressiva, a unica intereção com eles é a própria morte. Mas também é possível fazê-los atacar outras coisas como piranhas que atrapalham você de cruzar um rio.

Vocês notaram uma coisa? Estou falando os comandos em português! Sim, o jogo tem uma opção para o nosso idioma, cheio de erros é claro, assim como as traduções oficiais dos King of Fighters para o portuga. Mas isso só deixa o jogo mais divertido. Palavras regionais como “CALANGO” estão válidas, acreditem. Estranho que na versão em inglês eu escrevi hot chick e apareceu duas opções (human or chicken). Escolhendo “HUMAN” surge uma loirinha bonita. Mas não consegui fazer a loira aparecer jogando em português. Tentei palavras como GATA, GATINHA, GOSTOSA, mas nada da loira surgir.

Prova do Churrascão

Prova do Churrascão

No modo principal de jogo são vários mundos dividos em sub-fases em dois grupos: “ACTION” e “PUZZLE”. Mas na verdade ambos são puzzles, mas no ACTION, são puzzles com espírito de destruição.

Os puzzles se desenrrolam mais ou menos assim: Você é jogado num cenário qualquer – exemplo, o gato de uma menina subiu no telhado – então, usando o poder do caderno, invoque qualquer objeto ou ser vivo que seja capaz de salvar o gato, seguindo as condições impostas pelo jogo, neste caso, o bichano não pode vir a falecer. Algumas condições são um tanto filhas da mãe como derrubar garrafas em uma estante sem usar armas de fogo ou trapaças…

Aí vem outra coisa mais legal. Pra fase ser completada com 100% deve-se jogar em cada puzzle mais 3 vezes com um agravante – o método já utilizado não pode ser repetido. Assim, no caso do gato se você usou um peixe da primeira vez para atraí-lo deve pensar em outros objetos para tirá-lo do telhado com coerência, pois tentei assustá-lo com um cachorro e o cachorro terminou por matar o gato. Então usei da segunda vez, uma escada para subir no telhado, da terceira um prato de sushi, e na última chamei uma ratazana pra ele caçar.

Dentre os outros modos de jogo estão edição de estágios(!!!), e até um modo free pra você brincar com o caderno mágico. Bah escrevam no caderno “BOMBA ATÔMICA” e vejam o que acontece.

Acompanhem o nível de bobagens que fiz no modo free…

Escreva "BEBÊ" e invoque um baby fofinho

Escreva "BEBÊ" e invoque um baby fofinho

Agora peça uma "FACA"

Agora peça uma "FACA"

e receba processos por fazer picadinho de bebê

e receba processos por fazer picadinho de bebê

 

Agora chame pessoas, incluindo o famoso Alberto Einstein, ou seria Dr. Willy?!

Agora chame pessoas, incluindo o famoso Alberto Einstein, ou seria Dr. Willy?!

Depois invoque uma criatura famosa, como MEDUSA

Depois invoque uma criatura famosa, como MEDUSA

LOGO temos uma coleção de estátuas pra brincar... mas inclusive você será uma estátua ;p

LOGO temos uma coleção de estátuas pra brincar... mas inclusive você será uma estátua ;p

PS – Pra esse jogo ficar mais legal só faltou ter músicas bem trabalhadas, que são um porre de chatas.

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: