Didi na Mina Encantada – “UUUH DIDI!!! UH HUHUHU!”

1 07 2010

Título: Didi na Mina Encantada
Publicado por: Magnavox e Philips(Brasil)
Ano: 1982
Sistema: Odyssey 2

Aqui vai mais um episódio sobre as fantasias destruídas da minha infância!
Falemos um pouco sobre o Odyssey 2, um videogame oitentista que ganhou certa notoriedade aqui no Brasil, mas no geral levou uma surra do Atari 2600.

Na nossa terrinha ele foi distribuído oficialmente pela Philips, que tirou o “2” do nome do console, afinal o Odyssey original nunca havia sido lançado por aqui. A Philips também distribuiu os jogos oficialmente, mas o problema é eles tinham a mania de aportuguesar certos títulos, assim como as distribuidoras de filmes fazem até hoje. Com isso na cabeça, eles mudaram “The Attack of the Time Lord” para “O Senhor das Trevas”, “Power Lord” para “Serpente do Poder” e algumas traduções ao pé da letra como “Killer Bees” para “Abelhas Assassinas”.

Um dos hits do console levava a marca “Os Trapalhões”, que apesar de não significar muita coisa pra molecada atual, eram os Reis do Domingo nos anos 80, tanto que eram exibidos em horário nobre, antes do fantástico, e assim foi até 1993. Com a morte de dois integrantes a marca foi perdendo força até se tornar um programa infantil que é exibido até hoje pela rede Globo, e o tal do Renato Aragão não se manca que passou da hora da aposentadoria.

Mas voltando ao jogo… Em minha infantil mente, eu tinha plena certeza que estava jogando um jogo do Didi em busca de ficar rico. Aqui está a caixa que a Philips usou na época:


Um jogo que se passa praticamente na Serra Pelada. Vejam aqui imagens do jogo:

É no estilo Donkey Kong, onde deve-se subir alguns pisos procurando (esperando na verdade) uma chave aparecer do nada enquanto se desvia de pedregulhos. Ao pegar a chave, escolha uma porta colorida das três que ficam no meio dos pisos. De acordo com a cor da porta, a cor do piso vai mudar. Atenção para não pegar a porta preta, pois com o piso preto é impossível ver os buracos!

E como o jogo é no estilo Atari, ele repete repete repete até você enjoar. E só é uma vida nêgo! Aí é que vem a parte legal… Uma das lendas da época , que eu fiz questão de espalhar pelo prédio onde morava, é que o Mussum aparecia no jogo!


CACILDIS! EEEEEEEEEEEITA!!!!

E eu tinha plena certeza que ele estaria lá, e que quem estava jogando os pedregulhos eram Dedé e Zacarias! O problema é que depois que eu cresci e descobri a Internet, acabei descobrindo também que o jogo do Didi nunca existiu, era tudo uma fantasia da Philips para vender os joguinhos! Malditos SEJAM! Caixa do jogo original:

PETE??!?!?! AAAAAAAAAAH! DESTRUIRAM MINHA INFÂNCIA DE NOVO!!!

Anúncios

Ações

Information

2 responses

3 07 2010
Cyber Woo

Ah, já era a minha infancia depois dessa, hahahaha!

Nossa, isso é um crassico, joguei uma ou duas vezes minha infancia toda, mas era bem conhecido.

Excelente post cara, pertubardo mas excelent 😀

4 07 2010
GLStoque

Eu tinha inveja de quem tinha Master porque a Tectoy fazia jogos em português para eles. Depois descobri que era Hack e perdi o encanto. Te Entendo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: