Adventure – Um clássico da Pré-história dos jogos de aventura

18 06 2010

Título: Adventure
Sistema: Atari 2600

Vejam, meus caros leitores, como o tempo e os fatos podem ser cruéis com a fantasia das crianças, principalmente nas quando se tem ilusões causadas pelo nosso país e sua eterna pirataria.

Qualquer jogador mais idoso como eu já deve ter jogado, visto ou ouvido falar de Adventure, um clássico do Atari 2600. Uma dos “charmes”, se é que podemos falar assim, dos jogos desta época é que as imagens não eram definidas, ou seja, o jogador tinha que contar com sua imaginação, quando no máximo poderia ser auxiliado a entender o que acontece na tela com ajuda da arte da caixa e  do manual de instruções.

Claro que desde do tempo do atari a maioria dos jogos que rodavam Brasil a fora eram piratas. No meu caso, o Adventure veio num 4 in 1, famosérrimos no atari, onde haviam dois interruptures no cartucho, e o jogo era selecionado fazendo-se combinações de posições deste interruptures. Isso implica que eu não tinha nenhuma arte relacionada ao jogo, e nunca tinha visto nada sobre ele nas raras publicações de Atari da época, o que me fez criar tudo o que acontece na minha mente… Acompanhe esta bizarra fantasia infantil de um garoto de 5 anos, de volta a 1986, a época em que ganhei o Atari.

O QUE EU PENSEI

Era uma vez o Sr. Quadrado, ele vivia feliz na quadradolândia.

O Sr. Quadrado tinha um "ploblema". Ele gostava muito de taças do mundo de futebol.

Disposto a pegar uma nova taça, o senhor quadrado vai para uma missão, onde enfrenta terríveis patos carnívoros que adoram comer quadrados, e um urubu que insiste em roubar seus itens(urubu?!)

Com sua picareta, o quadrado mata o pato mau e com seu atravessador de paredes, engana o urubu

e agora o sr.quadrado pode comemorar sua propria copa do mundo.

Snif Snif! que apropiado para o momento… Agora vejam como era o jogo.

E o que os criadores realmente queriam mostrar…

AAAAAAAAAGH! DESTRUIRAM MINHA INFÂNCIA FELIZ!

Depois dessa não vou nem resenhar o jogo… Mas basta dizer que o modo 1 qualquer um termina, o modo 2 terminei raras vezes com muita dificuldade(urubu maldito!) e o terceiro é praticamente impossível!!!!





TOP10 – Atari 2600

22 09 2009

Duvidavam se eu iria fazer meu TOP 10 dos meus jogos favoritos do Atari 2600? Aqui está.

Como são jogos da primeira grande geração de sucessos, não há tanto o que detalhar aqui, mas vale mencionar fatos mais importante: Os jogos eram produzidos por uma pessoa apenas, deixando os programadores com status de autores de livros ; e na época do Atari 2600 a softhouse suprema era Activision, tanto que neste meu TOP, 8 jogos são da Activision.

10 – Adventure: Uma coisa que alguns jogadores mais novos não entendem na época do Atari 2600 é que a limitação gráfica deixava os jogos com espírito de Dungeons & Dragons. Em D&D, você só escuta um texto do mestre enquanto joga dados, usando como simulação bonequinhos estáticos, ou as vezes pecinhas “peões” de jogos tradicionais de tabuleiro. Assim era no Atari. Adventure é uma simulação de uma aventura medieval em busca de um cálice sagrado. Seu cavaleiro é um quadrado que anda pela tela, é a sua pecinha “peão”. No caminho setas servem como espadas para enfrentar monstros. Considerado o precurssor das aventuras épicas dos video-games, e por alguns o primeiro passo dos RPGS eletrônicos.

10 - Adventure (1980) (Atari)

09 – Frostbite: A aventura do esquimó que deve onstar seu iglu pulando em cubos de gelo, antes que congele é sempre um dos jogos mais lembrados do Atari. OS inimigos eram os maiores Manés da natureza que iam de um urso que na falta do que fazer que atacar sua bunda e um monte de gaivotas, ostras e carangueijos gigantes. Pelo menos os peixes estão lá para serem comidos.

09 - Frostbite (1983) (Activision)

08 – Megamania: Num momentos de dorgas fortes, uma nave parou numa dimensão onde enfrenta hamburgers, ferros de passar roupa, violinhas, anéis e outras porcarias nonsense. Não se sabe se era isso exatamente que o autor do jgo quis passar, mas essa é a versão oficial. Pra ver o nível de drogas desse jogo dêem uma olhada no comercial.

08 - MegaMania (1982) (Activision)

07 – Laser Gates: Um jogo pouco lembrado era um dos meus favoritos. Este era o que o Atari tinha mais próximo de Gradius e afins. Até hoje não sei pra que tantas barras na parte de baixo da tela. O barulho do morcego espacial deve ser colocado no volume máximo.

07 - Laser Gates (1983) (Imagic)

06 – H.E.R.O. : Um herói voador acabou parando numa caverna pra resgatar mineiros(UAI!) soterrados. No caminho você deverá por dinamites para abrir caminhos e enfrentar monstros é claro. Surgiu na época do CRASH de 83/84 mas conseguiu se destacar no meio de tanta porcaria.

06 - H.E.R.O. (1984) (Activision) (PAL)

05 – Keystone Kapers : Um policial inglês, um Shopping e um ladrão a solta. Já sabe o que fazer né? O ladrão, ao que parece, tem algum tipo de engenhoca maluca, pois comanda muito bem aviões de brinquedo, bolas de futebol americano, carrinhos de supermercado, todos indo pra cima de seu personagem afim de permitir a fuga do larápio. O melhor é capturar ele dando um cascudo (pulando na cabeça).

05 - Keystone Kapers (1983) (Activision)

04 – Seaquest: Um submarino deve lutar contra tubarões(ou seriam peixes gigantes?), e submarinos inimigos para resgatar mergulhadores presos por este inimigos. Não esqueça que é importante voltar a superfície para não super lotar o submarino de reféns resgatados ou para abastecer seu submarino com oxigÊnio antes de continuar as batalhas.

04 - Seaquest (1983) (Activision)

03 – Pitfall: Aqui nasceu o jogo de plataforma. O indefeso explorador Pitfall Harry(que nome tosco heim) deve cruzar uma floresta e achar todos os tesouros… desarmado! Prepare-se para encarar crocodilos, serpentes, escorpiões, areia movediça e até toras de tronco soltas pelo caminho.

03 - Pitfall! (1982) (Activision)

02 – River Raid: Um dos raros jogos de atari que a tela se desloca sem pausas. River Raid é o shotter vertical mais lembrado pelos fãs da época, e um bom desafio para ser jogado até hoje. Não esqueça de pousar sobre as plataformas de fuel, ou …

02 - River Raid (1982) (Activision)

01 – Enduro: Não tem jeito, Enduro é outro raro jogo de Atari, sem pausas entre as telas e que sobrevive a todas as épocas com o mesmo espírito de antigamente. É um dos poucos jogos de Atari que ainda é possível chamar os amigos para serem desafiados, ou para deafiar a si mesmo, não apenas pela nostalgia, mas porque é um daqueles jogos que só a parte gráfica ficou velha.

01 - Enduro (1983) (Activision)