Minhas Trilha Sonoras Favoritas – Parte 3

20 08 2010

DEMOREI MAS VOLTEI, AGORA PASSANDO PELA GERAÇÃO 32 E 64 BITS.

SEGA SATURN

Na verdade eu não tive tanto contato quanto queria com o SEGA SATURN, mas o pouco que tive lembrei de três trilhas sonoras, sendo que duas delas, pra mim, estão entre as melhores da história da SEGA.

Clockwork Knight 2 – O Toy Story wanna be(ou seria ao contrário?) era um jogo de plataformas bem divertido, mas bem básico também, onde jogamos no papel deste cavaleiro relógio com cara de português, gajo! As músicas são bem típicas do gênero e marcantes.

Sonic 3D Blast – O assunto aqui é o soundtrack portanto esqueçam duas coisas: que este jogo é muito enjoado; que existiu uma versão para Mega Drive. Enquanto a versão do Mega tem uma trilha sonora interessante de Jun Senoue, no Saturn, está simplesmente o MELHOR trabalho da carreira de Richard Jacques! Eu consegui terminar este jogo me inspirando unicamente no soundtrack dele.

Nights Into Dreams – Se eu fosse mencionar apenas três jogos dessa geração, Nights com certeza estaria entre eles. O melhor trabalho do Sonic Team desde Sonic 3 e Knuckles. Bons gráficos (para o sistema), diversão e um soundtrack perfeito compõem algumas das características deste sonhador(literalmente) jogo. Quem não conseguiu acompanhar na época pode ir atrás da versão para PS2.

PLAY STATION

Pra mim foi tranquilo escolher as melhores do PS1.

Final Fantasy VII – Eu não morro de amores por FF7, e apesar de eu achar que o IX não deve nada ao VII, coloquei o VII por aqui pela razão do impacto de certas trilhas com as cenas. Ver uma música em latim na última batalha também foi bastante surpreendente.

Castlevania Synphony of Night – Sim, podem dizer que esse jogo também tem no Saturn, mas eu não consegui jogar a versão do Saturn, portanto está na minha seleção do PS1. As brilhantes músicas de Michiru Yamane estão no mesmo nível, e em algumas faixas até superiores ao igualmente brilhante trabalho do Kuheiha Club na geração 8 e 16 bits.

Chrono Cross – Vocês podem achar este jogo não tão legal quanto foi o Trigger, mas num aspecto eles são equivalentes, que é obviamente o soundtrack. É isso meus amigos, Yasunori Mitsuda, o aluno de Uematsu atingiu sua maturidade com este jogo. Uma trilha sonora pra se escutar pelo menos uma vez por semana ; p

Nintendo 64

Outro console que não joguei tanto, mas também não perdi tanta coisa assim…

Super Mario 64 – Todos os jogos de Super Mario(de plataforma) sempre mantiveram o mesmo nível de qualidade no soundtrack, mas este aqui se destacou por ter uma quantidade maior que os anteriores, e só seria superado(e muito) por Super MArio Galaxy. Por conicidência, enquanto estou escrevendo esta matéria, o Winamp ligado no random começou a tocar a música da primeira fase do Mario 64;p

F-Zero – O que que eu posso dizer, por muito tempo esse era o único jogo do 64 que eu jogava devido as pistas mais malucos já vistas até então(superado pela versão do Cube com certeza). A trilha sonora segue a loucura das corridas, ainda assim mantendo uma melodia inesquecível.

Legend of Zelda Ocarina of Time – Quando você passsa a visitar regiões de um jogo apenas pra escutar a trilha sonora daquele local, pode ter certeza que tem algo a mais em suas composições. Assim fiz com Mega Man 3, Chrono Trigger, Sonic 3, Nights e também Zelda Ocarina. Estranahmente, um jogo de Zelda que não toca a clássica música tema na tela principal! Será superado no próximo jogo da série? Esperemos…





Super Mario – TOP 10

19 03 2010

Aproveitando que já passaram 3 meses de New Super Mario Bros. Wii (mesmo ele ainda continuando entre os 3 jogos mais vendidos do Japão), resolvi fazer aqui meu TOP pessoal dos 10 melhores jogos de PLATAFORMA do encanador, aproveitando também para dizer para quem mora ou está passando por São Paulo, (que não é o meu caso ;- (  ) que Charles Martinet, o dublador oficial do Mario virá como convidado especial no evento Gameworld, que ocorrerá nos dias 30 e 31 desse mês no  Centro de Convenções – Frei Caneca – Shopping Frei Caneca – Rua Frei Caneca 589. Mais informações: http://www.gameworld.com.br/

E agora…

Super Mario TOP 10

10 –  Super Mario Bros. 2

Blobber fora da água

Super Mario Bros. 2, é mais um pacote de expansão do Super Mario Bros. original. Movido a muitas drogas ou seja lá o que for que deixou Shigeru Miyamoto completamente louco enquanto planejava esta versão. O japa devia estar cheio de sake quando resolveu botar blobber fora d’água, algumas estruturas completamente inesperadas e pés-de-feijão que você quase não consegue encontrar. O que esse jogo trás de mais interessante é o desafio, que apesar do continue infinito é capaz de enlouquecer qualquer jogador. Nunca um jogo de Super Mario conseguiu sequer chegar perto do desafio desta versão.

09 –  Super Mario 64

Convenhamos que Super Mario 64 tem lá seus problemas, os controles são pesados e as vezes fica difícil calcular o pulo, e principalmente controlar o personagem quando se tem poucas oportunidades de voar. Repetir várias vezes a mesma fase pode ser cansativo também, apesar de algumas fases muito legais como aquela segunda do gelo.  Certo que parte dos problemas foram solucionados com a conversão para DS, além da melhoria gráfica, mas o grande mérito dessa versão foi ter criado um mundo 3D de plataforma que serviu como base para tantos outros que inovaram e outros que simplemente imitaram. Este também marcou a estréia de Charles Martinet como a voz de Super Mario.

08 –  Super Mario Land 2

A primeira tentativa de adaptação de Super Mario no Game Boy preto e branco, apesar de muita gente lembrar, não saiu bem como o esperado, sendo uma versão mais simples que o Super Mario Bros. original. Explorando melhor as capacidades da maquininha Mario Land sofreu uma grande repaginada, criando um jogo um tanto diferente, mas com influências de Super Mario World e Super Mario Bros. 3. O resultado foi um jogo que foge dos padrões habituais dos ambientes de Mario, e ao mesmo tempo trás lembranças dos jogos já consagrados como o pulo girando e os poderes especiais do encanador. O jogo também trouxe um novo vilão que foi aprovado pelo público e acabou virando um anti-herói, Wario veio pra acabar com o aspecto 100% bonzinho do universo de Super Mario.

07 – Super Mario USA

Super Mario USA virou Super Mario Bros. 2 nos Estado Unidos. Não é um típico jogo de Mario, na verdade nem era um jogo do Mario. Movimentos típicos como o pulo na cabeça dos inimigos para derrotá-los não estão inclusos aqui. Ao invés disso, pode-se agarrar itens e vegetais para serem usados de armas. Nenhum inimigo do jogo anterior também está presente aqui. Algumas adaptações foram feitas para se manter alguma semelhança com  a série como o tema de Super Mario 1, cogumelos de itens e a estrela. Apesar de não ser Mario o jogo tem fases divertidas e bem trabalhadas, com ambientes variados. Também colocaram a possibilidade de se escolher entre 4 personagens, inclusive a princesa provou ser também uma boa heroína. Luigi aqui ganhou sua aparência diferenciada do irmão, seguindo com esta aparência até os dias de hoje.

06 –  Super Mario Bros.

Esse dispensa apresentações, talvez seja o jogo mais importante de todos os tempos. Super Mario Bros. salvou o mercado de consoles da falência, definiu os rumos que os jogos deveriam seguir, criou regras do estilo de jogo plataforma iniciado com Pitfall, e fez o mundo ficar ligado em como o Japão iria seguir como mercado principal dos games. A busca pela princesa pelos 8 mundos do fantasioso reino dos cogumelos fez tanta gente ficar ligado que Super Mario se tornou uma máquina de dinheiro ainda mais rápido que Mickey Mouse, chegando a passar a popularidade do personagem. E o melhor de tudo, o jogo continua divertido até os dias de hoje, e olha que já se passaram 25 anos.

05 –  New Super Mario Bros. DS

New Super Mario Bros. DS teve o desafio de provar que a teoria de Shigeru Miyamoto, de que novos jogadores podem gostar de Super Mario a moda antiga tanto quanto os mais velhos. Foi criado um jogo inspirado no original, mas com mundos temáticos e novos chefes, além da presença de Bowser Jr., personagem apresentado em Super Mario Sunshine. Este está entre os mais vendidos e melhores jogos do portátil, mas mesmo conseguindo atingir seus objetivos, Shigeru Miyamoto não estava totalmente satisfeito com a produção. Segundo ele, pegaram leve no desafio para não assustar os mais novos, e depois ele reparou que isso não seria necessário. O erro foi corrigido pouco tempo depois no Nintendo Wii.

04 –  Super Mario World

Talvez o jogo mais anciosamente esperado pelos fãs de Super Mario, vindo na empolgação do sucesso de Super Mario Bros. 3.  Chamado inicialmente de Super Mario Bros. 4, além de apresentar gráficos muito coloridos, aproveitando o potencial do Super Nes, o mais novo console da época, Mario World fez Mario aprender novos movimentos como o giro que quebra blocos e principalmente trouxe Yoshi, um dos personagens mais queridos da série. O desafio era rodar o mundo destruindo os Koopalings para no fim salvar a princesa do Rei Koopa, ou “Bowser”.

03 –  New Super Mario Bros. Wii

A continuação de Super Mario Bros. mais próxima dos jogos originais foi esta. New Super Mario Bros Wii conseguiu realizar uma grande vontade de Miyamoto, a aventura com suporte a 2, 3 ou até 4 jogadores simultâneos, dentro de um jogo no estilo original do encanador. Além das roupas que dão poderes a Mario, estão de volta aqui os mundos temáticos clássicos, o Yoshi a moda antiga e os Koopalings que andavam esquecidos, salvo a participação da última dungeon de Mario e Luigi Super Star Saga. Também é legal ver que há elementos de todos os jogos como por exemplo o swich palace de Mario World e até os itens que podem ser jogados de Mario USA como o POW. Um bom destaque desta versão também é o desafio, apesar de que há muitas vidas no jogo, existem fases que podem fazer jogadores menos acostumados ao estilo clássico perderem a paciência.

02 – Super Mario Galaxy

Se existe um jogo nascido em 2d, que conseguiu manter a mesma qualidade em 3d este é o único. Super Mario Galaxy trouxe TUDO que tinha de mais importante em Super Mario Bros. 3 e adaptou ao 3d:  Gráficos que exploram bem os recursos do sistema, jogabilidade leve e fácil de controlar, fases com temas variados(até mais que o Mario 3), poderes variados, além dos ângulos mais loucos já captados num jogo de plataforma desde Nights, e a possibilidade de voar, apesar de não ser tão constante como nos jogos 2d. Galaxy tem também a melhor trilha sonora da série e outra boa vantagem desse jogo em relação aos anteriores em 3d é que as fases não cansam com o tempo, apesar de você voltar no mesmo local, novas rotas vão se abrindo, fazendo praticamente delas fases diferentes umas das outras. Pela primeira vez uma série consegue colocar em harmonia sua versão 2d e 3d, e claro que tal feito só podia ter vindo com a série que ensinou a fazer jogos de plataforma. O que falta agora? Explorar mais a possibilidade de voar em 3d, será que veremos isso na sequência ou num próximo console? O certo é que Yoshi vai retornar .

01-  Super Mario Bros. 3

20 anos depois, Super Mario Bros. 3 ainda impressiona. Foi o jogo de download mais vendido do ano passado no Wii. Porque Super Mario Bros. 3 é insuperável? Além da questão do 2d ser algo melhor de trabalhar que o 3d, a inspiração das fases, da quantidade de poderes, e o número de segredos que existem nas fases do jogo(provavelmente ainda tem algumas passagens que você não encontrou) fazem as outras versões manterem uma grande distância desta. Para um jogo de Nes, trazer a variedade de ambientes durante os 8 mundos é algo impressioante. Os Koopalings estreiaram nesta versão junto com seus terríveis airships. Se quiserem algo contra aqui vai: evite a versão de GBA, foi facilitada ficando um tanto retardada. O melhor é jogar no original pra saber porque o jogo impressiona tanto para os padrões da época, e pra quem achar muito longo pra jogar de uma vez(sem warps seu folgado), use o Virtual Console para usar o suspend play.

Observações: Se estiverem curiosos em saber porque eu não coloquei Yoshi Island e Super Mario Sunshine neste TOP, o primeiro eu não considero um jogo de Super Mario apesar da presença do mesmo, vejo como a série do Yoshi (Yoshi Story, Yoshi Island DS). Sunshine, apesar da melhora na jogabilidade em relação a Mario 64, e da voz da Peach ser linda de morrer, acho um jogo muito limitado para os padrões de Mario, e algumas vezes com idéias sem graça. Satisfeitos?





Considerações Finais do Mês Símio

28 02 2009

Infelizmente a semana que passou de carnis valle não permitiu que eu me dedicasse muito ao BROGUI, mas já que este é o ultimo post do mês gostaria de ressaltar 2 coisas que faria mais detalhadamente se tivesse tempo.

Donkey Kong 64 – Não consegui resenhar este, mas vou deixar aqui o que acho: Pior motivo pra se fazer uma continuação, Mario 64(que já não é grandes coisas) de araque, Novos personagens de charisma 0.  Pra completar nem aquelas belas sinfonias da trilogia Country continuaram, pelo contrario, botaram até hip hop no jogo. BLEARGH!!!  De destaque mesmo só o gráfico que explorou bem o fraco potencial do 64 e o arcade original de 81 escondido que é melhor que esse jogo. Abaixo uma amostra da criatura.

Os novatos são muito toscos

Os novatos são muito toscos

Quartinho do DK com a rede de dormir e a foto da símia gostosa... símia?!

Quartinho do DK com a rede de dormir e a foto da símia gostosa... símia?!

Tentaram até botar fase de carrinho de novo

Tentaram até botar fase de carrinho de novo

 

Bem pra fechar com chave de ouro esse mês, faço aqui uma seleção de participações de símios em títulos famosos, queria ter juntado mais, mas whatever, aqui vai:

Megaman 2 - Wood Man Stage

Megaman 2 - Wood Man Stage

Megama 3 - Hard Man Stage

Megaman 3 - Hard Man Stage

Psycho Fox - Macaco é um dos animais controláveis

Psycho Fox - Macaco é um dos animais controláveis

Sonic 2 - Emerald Hill Zone

Sonic 2 - Emerald Hill Zone

Castlevania 1 - Stage 3 Flea Man (Ele é um macaco?)

Castlevania 1 - Stage 3 Flea Man (Ele é um macaco?)

Mario vs Donkey Kong - Outra continuação do arcade de 81 (Muito boa por sinal)

Mario vs Donkey Kong - Outra continuação do arcade de 81 (Muito boa por sinal)

Moonwalker - Michael também é zoofilo em pleno jogo familiar.

Moonwalker - Michael também é zoofilo em pleno jogo familiar.

Samurai Spirits 2 - Chamcham e seu símio amigo, que na verdade é seu irmão.

Samurai Spirits 2 - Chamcham e seu símio amigo, que na verdade é seu irmão.

É isso meus amiguinhosssss! Quando menos se espera vocês vão acabar encontrando um macaco na telinha do seu game, eles estão por toda parte é só prestar atenção. Se liguem que semana que vem estou de volta com mais um tema pra explorar durante um mês neste humilde BROGUE!!! Até lá!